sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Crónicas das Semanas!!


Sem saber o que pensar, o que escrever ou ostentar, no meio de tantas semanas andei eu no meio de slides de teóricas e apontamentos perdido. Ó minha gente, parece que há uma “porradona” de tempo que não meto as falanges a colidir com o plástico do meu teclado e vocês cheios de saudades!
Vamos lá ver o que é que se passou…
·         Engraxar
·         Ostentar
·         Mimosear
·         Fulgir
Bem, parece que voltámos aos verbos que à primeira vista ou parecem um neologismo ou uma coisa qualquer escrita durante um ataque epiléptico! Epilético, à brasile… português “moderno”.
Sempre que vou a determinado centro comercial por esse país fora, acho engraçado ver um banquinho com uma sola de metal soldada a uma barra que sai do meio de uma almofada de forrada de um preto meio brilhante meio roto. Depois acabo por perceber que é um banco de engraxador que leva uns trocos por puxar o brilho aos sapatos dos engravatinhos que vão almoçar ao coisinho dos hambúrgueres.
*Engravatados a comer um Hambúrguer e a beber uma cervejinha fresca. Risos mentais*
Isto são modernices, ideais para uma semana de modernizar ou inovar mas a verdade é que, como tenho de pegar na minha bimbi virtual e meter 4 crónicas numa só, posso trocar as letras e dizer que percebi mal.
Vivemos num século em que os computadores ficam mais pequenos e as coisas mais potentes, melhores, ou pelo menos já passámos pelo pico do avanço tecnológico. Agora o que é bom é mudar! Queremos tudo novo! Queremos isto e aquilo! Um relógio à James Bond que tenha ligação à Internet! E, já agora, daqui a uns anos não me admiro que haja um tamagochi que nos diga quantos litros de leite temos no frigorífico. *E nessa altura o Disparate-Mail do Pacheco mete a Lenka a mostrar uma cena dessas*
Já devo ter dito por aqui nos poucos textos desta temporada mas faz-me cá uma comichão quando vejo DIRETO na televisão… O que é que deu ao pessoal? No outro dia ouvi uma coisa mais que certa: os americanos e os britânicos estão muito bem com um inglês diferente, QUAL É A CENA?
 Daqui a uns anos vou chegar ao ponto de perceber o sentimento daqueles que escrevem Pharmácia… E não me venham com histórias, mas dá cá um estilo dizer que o Ph é português que eu sei lá! (Será que também vai passar a ser istórias?) É fixe, se calhar é só parvo, até porque só sei escrever em Portuguez antiquo.
Não me atrevo a averiguar quem teve a ideia, mas custa-me a acreditar que foi uma tentativa de uniformização linguística (até porque a Patroa percebe mais disto), mas porquê? Será que foi para cair nas boas graças de alguém que não existe? Para mostrar que somos bons e aceitamos a novidade? Já sei! É um miminho para os nossos “irmões”. Apesar de desnecessário. Só sei é que a ideia foi tão boa que a lâmpada em cima da cabeça até brilha!
Acho que cheguei ao ponto de ter vontade de mandar aqueles que tiveram a ideia  do acordo Phecundarem-se!
FATO DESINTERESSANTE: EU VOU CONTINUAR A ESCREVER COM Cs.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bem vindo ao 'Para Lá das 5', o blog dos fãs do '5 Para a Meia Noite' para os fãs ( e não só ;D)