sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Convidado de sexta-feira dia 17/09


Vindimar? O que posso escrever sobre vindimar? Na minha infância era costume eu correr os campos de uma quinta que agora não adianta revelar de quem porque senão iam já perguntar: “Mas o teu pai tem uma quinta?” Adiante. Como dizia, na infância costumava correr os campos da tal quinta, ora subindo escadas dos adultos, ora apanhando uvas do chão para os cestos. O que mais gostava era sem dúvida o pisar das uvas no lagar. Hoje os tempos mudaram. Deixei de ir às vindimas e comecei a consumir o seu produto final. Aliás, num destes dias consumi tanto que cheguei a ouvir dizer que para a semana o 5 ia tripar para o Porto. Já sabem, se beberem não ouçam. Hoje, no último episódio na capital, o regresso dos RIbatexanos (FANTÁÁÁSTICO, já tinha saudades), a estreia em TV, uma semana depois do previsto, do Chef Michel Avec, Pimenta na Língua com Bruno Ferreira no estúdio, e ainda dois homens que segundo LFB são, em semana de vindimar, como o vinho do porto: quanto mais velhos melhores, são eles…


» 5 Para a Meia Noite Apresenta «

António Sala
[Um locutor que queria ser actor]

António Manuel Sala Mira Gomes, nasceu em Vilar do Andorinho, uma pequena freguesia do concelho de Gaia a 14 de Janeiro de 1949. Aos dez anos, quando foi viver para Lisboa, participou num concurso da Emissora Nacional e foi chamado à atenção por ter jeito para locutor radiofónico.
Aos 16 anos compõe a letra e musica para “Recordação de Amor” que viria a ser gravada por Cecília Cardoso.
Em 1966, estreia-se aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa  e candidata-se à Rádio Ribatejo onde apresentou o programa "Caravana das Cinco". Mais tarde, torna-se locutor profissional, novamente nos Emissores Associados de Lisboa, onde apresentou o programa da manhã. O cumprimento do serviço militar fê-lo também como radialista, no programa "Alerta Está" da Região Militar de Lisboa.
Em 1970, estreia-se na Tv, como cantor, no programa "Canal 13".Casou-se com Elizabeth, membro de um dos coros de igreja aos quais pertenceu.
Em 1972 estreia-se na apresentação televisiva com “Música Maestro” A sua estreia como apresentador de TV, em 1972, coincidiu com a de Nuno Teixeira como realizador. Aconteceu em "Música Maestro".
Em 1974 grava o seu primeiro disco a solo, "Recados de Telex" e em 1978 apresenta na RTP1, "Ou Vai ou Taxa". Muda-se em 1979 para a Rádio Renascença (R.R.), onde apresentou o programa matinal "Despertar". Escreveu a música "Zé Brasileiro Português de Braga", com letra de Vasco de Lima Couto, para Alexandra. Em 1980, juntamente com interpreta um dueto no Festival RTP da Canção. O seu primeiro livro, "Dicionário de Anedotas", é editado nesse mesmo ano.
Em 1984 lança "Anedotas de Sala". Ainda nesse ano regressa ao Festival RTP da Canção com "Uma Canção Amiga". Em 1985, lança o disco "Parabéns a Você", com o seu filho.
“Palavra Puxa Palavra” vai para o ar com Sala em 1990 e a partir de 1992 assume o cargo de director de programas da R.R. que coincide com a apresentação do "Despertar". Em 1993 apresenta "Você Decide" e ainda a nova versão de "1,2,3".
No dia 10 de Junho de 2010 foi condecorado pela presidência da República.

António Simões
[Um dos melhores na sua geração]

 
António Simões Costa, nasceu a 14 de Dezembro de 1943. Foi jogador de futebol e pertenceu à magnífica geração de 60 e à equipa que em 1966 conquistou o 3º lugar no campeonato do Mundo.
Foi em 1957, quando dois irmãos faziam o delírio dos adeptos de futebol nas ruas de Almada, que os dirigentes do clube local pediram a autorização de D. Palmira para que os seus dois filhos se pudessem inscrever como jogadores do clube. António Simões aceitou de imediato o convite, passando a treinar e a trabalhar numa empresa de máquinas de escrever, enquanto o seu irmão Aníbal Simões recusou o convite para que pudesse continuar a estudar. Pouco tempo depois, o Belenenses convida-o para fazer testes no Restelo, só que o preço da transferência (50 contos) fez com que esta não se realizasse. Mais tarde, o Sporting corre na contratação de Simões e este passa-se a treinar em Alvalade recebendo 750 escudos mensais, no entanto, como o Almada ainda não tinha recebido os tais 50 contos pela transferência o Benfica adiantou-se, tanto no acordo com o Almada como com a mãe do jogador.
Com 17 anos tornou-se titular indiscutível na equipa benfiquista e com 20 anos, o Rato Mickey, como era chamado pelos colegas, foi considerado o melhor extremo esquerdo da Europa.
Em 1966, ao serviço da selecção nacional disputou o Mundial, tendo realizado uma das maiores exibições da carreira frente à Inglaterra e marcado um golo ao Brasil
No seu palmarés podemos encontrar uma Taça dos Clubes Campeões Europeus, 4 Taças de Portugal, 11 Campeonatos Nacionais, e 46 jogos com a camisola das quinas.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bem vindo ao 'Para Lá das 5', o blog dos fãs do '5 Para a Meia Noite' para os fãs ( e não só ;D)