sexta-feira, 11 de setembro de 2009

A sociedade a vampirizar

“Na actualidade Terrestre em que estamos vivendo, o ser humano ainda não aprendeu a ser auto sustentável, isto é, ao menor deslize podemos estar a ser ingenuamente vampirizados e o pior, podemos ser um vampiro sem termos a consciência de que o somos...”

Vampirizar…confesso que cada vez mais entendo melhor o significado deste verbo. Explorar, sugar energia de. Cá para mim este verbo resume-se a “passar por cima de outrem”.

Bem, todos nós sabemos o que são vampiros! Sabemos como são! Como se vestem! E como agem! E sabemos ainda os seus objectivos: sugar o sangue das suas vítimas, pois só assim, eles sobrevivem. Estes são os vampiros que nós ouvimos falar dos filmes mas a verdade é que também existem alguns que estão presentes no nosso dia a dia.
Ora vejamos, são tantas as pessoas que nos querem mal, que querem derrotar o nosso estado de espírito, sugam a nossa energia positiva. Existem ainda aqueles que exploram os outros, que pagam uma ninharia de ordenado, que exploram os outros para terem sucesso financeiro, sei lá…são tantos os exemplos que poderia usar para explicar o significado deste verbo.

Na semana passada, falamos de lucubrar e eu dei o exemplo daquelas mulheres que tentam ganhar algum nas ruas por exemplo, mas existem também casas nocturnas onde estas mulheres podem trabalhar. A verdade é que elas são exploradas pelos “vampiros dos donos dessas mesmas casas”, muitas vêm de países de fora e para angariar algum ordenado estas são recambiadas para essas mesmas casas, uma vez que a maior parte delas estão ilegais no país.
Lá está, quando falo em explorar posso referir-me aos antigos escravos, estes sim eram bem explorados. Aliás, ainda hoje, em determinados países existem escravos. Mas quanto aos dias de hoje, podemos olhar para os jovens, sim os jovens que iniciam uma carreira de trabalho. Nós somos os mais explorados nessa área. Recibo verdes? Que é isso?! Para ganharmos precisamos de atingir objectivos? Porquê? Isso não é correcto, existem pessoas com mais capacidades que outras sim mas isso não implica que as com menos capacidades não se esforcem da mesma forma que os outros.

Relativamente à outra possível definição de vampirizar. Sugadores de energia, então não é verdade que os há mesmo. Quantos de nós estamos optimamente e de um momento para o outro quando conversamos com alguém ficamos deprimidos? Quantos de nós não fomos traídos por amigos? Quando nos querem deitar abaixo, nos deprimindo e nos fazerem sentir sem energia positiva nenhuma, estes não são verdadeiros amigos, eles sugam a nossa energia para se sentirem bem com eles próprios. É preciso ter cuidado com eles, estão por todo o lado, não só a nível de amizades, mas na própria família e no trabalho até. Os vampiros do dia a dia são os que estão contra tudo. Criticam, humilham, cobram, exploram, amaldicionam….sei lá o que mais fazem. A única coisa que sei é que quanto mais olho para a sociedade vejo-a com desprezo, tudo e todos não olham a meios para atingir os seus fins nem que para isso tenham de deitar abaixo outrem.

O hábito de mostrar aos outros a nossa atitude positiva, é o resultado do nosso equilíbrio interior. Mas a verdade é que rapidamente essa mesma atitude se altera quer queiramos quer não. Claro que, os vampiros só se encostam ou procuram gente que tem o que dar, ou que conquistou grandeza em determinada área – Inveja.

Estes últimos verbos do programa têm sido difíceis de explicar, porque para o fazer tenho de usar exemplos menos bons e isso não é o que mais gosto. Mas isto também me ajuda a debater temas interessantes com os que me lêem. Espero que gostem do texto. Ah, e se forem algum tipo de vampiro façam o favor de escrever na caixa de comentários.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bem vindo ao 'Para Lá das 5', o blog dos fãs do '5 Para a Meia Noite' para os fãs ( e não só ;D)